Entrevistas

Entrevista: Veronica Assis

16:52

Entrevistamos a modelo internacional, muito simpática e linda, Veronica Assis. A fofa, que começou sua carreira no Espírito Santo e atualmente mora no México, nos conta um pouquinho de sua experiência profissional e de sua vida pessoal. Dá uma conferida:



  • Com quantos anos você começou a modelar e como foi a experiência?
Comecei com 13 anos, contando a partir da minha primeira foto publicada, foi para o jornal de moda A Gazeta do Espirito Santo. Ficaram  bonitas as fotos, o problema foi que usava aparelho e todas as expressões foram as mesmas (risos) e claro era muito tímida e não sabia muito o que fazer.

  •  Como foi a decisão de ter como única profissão modelo profissional? Foi uma escolha difícil? Quais os fatores decisivos?
Aconteceu. Aos 13 anos não se faz outra coisa além de estudar, então qualquer moeda era bem vinda. Com o tempo o trabalho foi ficando mais frequente e ja me levou a outra cidade, ate que me mudei para São Paulo e já não me dava tempo para estudar, no fim me dedicava integral a modelar, não foi algo que decidi, mas veio e eu estava aberta a isso, acho que por isso me vai bem. Faço porque gosto e não me sinto obrigada. 


  •  Em quais países você já trabalhou?
Viajei pouco comparado com a maioria dos modelos que se dedicam a isso, mas conheci bastante de Turquia, Índia, Alemanha, Russia, Republica Dominicana... Hoje vivo no México e dedico meu tempo em trabalhos aqui e na Colômbia. 




  • Quais os lugares que você já visitou que mais te encantaram?
Eu sou 100% turista, sou apaixonada pelo novo e adoro chegar em um lugar sem conhecer nada, explorar, comer, visitar. Isso me faz ver cada lugar de uma maneira em particular, a facilidade de me adaptar me fez gostar de todos eles mas e claro que muitos me marcaram mais que outros. Turquia, por ser a primeira viagem; Índia, por como vivem; Honk Kong e Shanghai, pelo moderno; Alemanha, pela educação; etc.

  • Viajar o mundo deve ser maravilhoso! Mas em algum momento você sente falta do Brasil?
Eu amo Brasil. Posso conhecer muitos lugares, mas nada é como o Brasil. As pessoas, a energia e a felicidade que me passa estando aí, sinto muita falta e adoraria poder visitar a cada 6 meses, mas é um país muito caro e sinto que agora meu momento é fora de ai. Além do mais, sou muito agradecida ao México pela maneira que me permite viver. 




  • Você já deve ter visto muita coisa no ambiente de trabalho. Com sua experiência, você poderia dizer que há muita competição entre os profissionais da área? Você já presenciou alguma trapaça ou algo do tipo?

Acho que as rivalidades são  mais comuns entre as novatas, talvez pela inseguridade e por ver as veteranas como ladras de trabalho (risos). Quando se amadurece na profissão, você aprende que o que é seu, ninguém tira e que o mercado se conquista e não se rouba. Mas já vi meninas tentando engordar as outras (risos) ou dizendo à agência que a outra não se encontra, para que não passem castings, enquanto a menina estava no banheiro, e coisas do tipo. Mas isso, na maioria das vezes, acontece entre as new faces. 


  • Uma pergunta que surgiu de algumas leitoras é se caso as modelos sejam agenciadas, recebe-se por mês ou por trabalho?

Por trabalho, o quem tem o lado positivo e o negativo, porque quando esta em alta temporada sempre vai ter um dinheirinho, mas se não tem trabalho, te obriga a mudar de lugar, por isso os  modelos sempre estão trocando de pais a cada 3 ou 4 meses. 




  • Até hoje, quais foram os trabalhos que mais gostou de fazer?
Sou feliz quando me dizem que tenho que viajar para trabalhar. Se conhece lugares super escondidos e especiais, que nunca se pensaria em conhecer se não fosse por esses trabalhos. Mas em geral, desfruto de todos os trabalhos. Me divirto muito quando vou à Colômbia, os colombianos são incansáveis e extremamente felizes e isso me fascina. Quando vou trabalhar na Colômbia, já sei que  sempre vou me divertir muito. 


  • Você tem alguma dica de beleza para os leitores do blog?
Um dia sonhei com uma mulher perfeitamente linda, não sei quem é, mas eu olhava pra ela e meu desejo era ser igual a ela. Acordei super triste e com a auto-estima no chão, contei ao meu marido e perguntei se existia alguém mais linda que eu e ele disse que sim, que linda haviam muitas, mas nenhuma igual a mim. Brega, mas funcionou!!! Se aceite! 
      

  • Em quem e/ou no que você se inspira?
 Meu pais, quero ser como eles, são fieis e amigos. Duas pessoas puras e limpas de toda a contaminação da sociedade. Meus irmãos, que com personalidades tão diferentes um do outro, se respeitam e se ajudam em tudo o que necessitam. E claro, meu marido, o homem que decidi dividir toda minha vida, admiro enormemente a coragem e honestidade, e aprendo dele cada dia.




  • Qual a peça chave do seu guarda-roupa?
 Tenho vários pares de tênis, posso usá-los em todas partes e todos os dias. Na verdade, salto alto tenho 3 e ainda assim uso para castings ou algo muito formal. Dou mesmo preferência ao conforto dos meus tênis. 


  • Você prefere desfile ou photoshoot?
Sou uma modelo comercial. Apesar da altura para desfiles, meu corpo é para fotos e ver o resultado depois é maravilhoso, mais ainda quando são para revistas. Assumo que as passarelas não são meu forte, mas gosto muito de fazer, a adrenalina do backstage é única. 




  • Qual área, fora a moda, você se interessa muito? Música, livros, culinária...?
Leio como louca e sou apaixonada pela cozinha. Me arrisco criando coisas e exploro muito a cozinha vegetariana, já que ainda é um pouco limitado opções em restaurantes.  



  • Quais são os seus planos pro futuro?
Tenho uma agência produtora aqui em Guadalajara, México, com serviços de modelos, fotografias e produção de moda, e divido meu tempo em modelar e trabalhar na companhia. Meus planos são mais que tudo, independente do negócio, fazer o que seja honesto. Ja vi e vivi muitas coisas feias e sei o quanto grande parte da sociedade é suja. Dicidi que não quero ser assim.



Para ver mais fotos do trabalho da Veronica, clique aqui.

POSTS QUE VOCÊ PODE GOSTAR

1 comentários